S.O.S Emergência Emocional

      S.O.S.  PSICOLÓGICO:

        EMERGÊNCIA EMOCIONAL

 

S.O.S. Psicológico – Emergência Emocional, difere do tratamento tradicional, pois é uma intervenção que acolhe a pessoa no exato momento de sua necessidade, ajudando-a a lidar melhor com seus recursos e limites.

Visa atender uma demanda de pessoas que não querem submeter-se a um tratamento longo, mas necessitam de ajuda profissional por estarem passando por problemas ou por um período de crise. Caracteriza-se pela ênfase no Atendimento Imediato e na expectativa de aliviar suas angustias.

Procurando atender a este tipo de demanda,  S.O.S. Psicológico – Emergência Emocional, caracteriza-se como um Atendimento Único,  apenas uma sessão para tratar de uma queixa pontual e URGENTE, com ou sem sintomas.

EMERGÊNCIA ou URGÊNCIA, caracteriza-se por uma  situação crítica, acontecimento perigoso ou fortuito, incidente; situação inesperada, surpreendente;  como por exemplo um diagnostico; perda de alguém querido; medo diante de uma situação desconhecida ou  que não há controle;  perda do emprego;  más noticias, término de um relacionamento; traição;  perdas de modo geral; decepções de qualquer natureza entre outros.

COVID 19 / Coronavírus

  •  Diante de um vírus  desconhecido, estamos vivendo dias de medo e incertezas com a saúde, família, trabalho, finanças, além do isolamento social, que propicia muita ansiedade antecipatória e sintomas depressivos entre outros.

  • A demanda atual de trabalhar em Home Office, simultaneamente com a gestão familiar, dentro do isolamento  social, tem gerado muitos conflitos familiares, esgotamentos físicos e emocionais.

  • A pressão é continua e a cobrança vem de todos os lados.

  • Nesse caso específico, S.O.S. Emergência Emocional, é indicado para pessoas com questões como as que  estamos enfrentando no momento, com o objetivo de minimizar o desconforto dos sintomas e orientá-los a ressignificar  suas demandas, tornando-as funcionais e assertivas.

Entendemos que  há nos seres humanos uma força interior, um poder pessoal que ocasiona uma tendência para o desenvolvimento, dentro de condições facilitadoras.

É surpreendente como alguém pode obter uma carga de energia vital e realmente melhorar após um Atendimento.

Na  Emergência Emocional,  o terapeuta acolhe a queixa do paciente intervindo de forma  mais ativa, mais acolhedora, menos formal e distante, permitindo uma flexibilidade maior no relacionamento terapeuta-paciente.
É sabido que um tratamento  clássico, a psicoterapia  demanda algum tempo, com a possibilidade de alguns meses ou até anos, dependendo da complexidade da queixa apresentada.

Importante esclarecer que o Atendimento Emergencial,  caracteriza a sessão, como um universo único e de forma alguma substitui o Tratamento Psicoterápico.

Objetiva:

– o imediatismo do atendimento;

– possibilitar ao paciente, uma visão mais clara de si mesmo e de sua perspectiva ante a problemática que vive;

– ajudar no reconhecimento da problemática  ou conflitos ainda não identificados;

– avaliar crenças disfuncionais;

– minimizar possíveis sintomas de ordem física ou emocional;

– apoio em situação de isolamento, seja social ou familiar;

– orientação e esclarecimento de natureza quase didática;

– buscar o equilíbrio emocional através da assertividade de suas ações.

Fundamentalmente o encontro com o paciente, dentro de uma escuta profissional, onde a pessoa é recebida com dignidade, vista e percebida por inteiro, dentro de um clima caloroso de aceitação incondicional, pode facilitar esta Emergência.

Na medida em que, uma pessoa pode falar de si e de seus problemas, em um fórum profissionalmente criado, através de um espaço protegido e sigiloso, torna-se consciente de suas dificuldades e pode vir a enfrentar a sua problemática de forma assertiva.

Esse  momento psicológico significativo propicia um acontecimento transformador, abrindo possibilidade para novos acontecimentos e produzindo alivio e bem estar.

Salientamos que trata-se uma Emergência Emocional, absolutamente pontual.

A partir dessa experiência, o paciente terá maior informação e condição de  refletir  mais racionalmente sobre suas queixas, demandas  e avaliar a  disponibilidade de buscar um Tratamento Psicoterápico,  com enfoque mais profundo.

Desenvolvido por Juliana Apolo e
Studio 9 - Web Solutions